quinta-feira, 7 de maio de 2009

Temo


Quem sou
Um vácuo
Que de solidão vive
E dela sofre

Não sei quem sou,
Apenas Deus sabe

Temo a mim
Mesmo
machuco e magôo-me

Vida é bela
É um encanto
Mas a temo

Temo quem sou

Então fujo

Em sonhos me escondo

Quando acordo
Da solidão vivo

Temo amar
Mas não ser amado


Guilherme Perottoni

4 comentários:

  1. A dor e a tristeza refletida nessa poesia chega a ser bela.
    Portanto à beleza na tristeza, depende do ângulo que se vê. Te amo

    ResponderExcluir
  2. vdd..
    eu num me conheço..
    soh Deus sab..

    ResponderExcluir
  3. Ficou lindooo amigo!!!!
    Seus poemas estao cada dia melhores!!
    beijaooo

    ResponderExcluir
  4. É ,o blog tá crescendo rs
    Suas palavras são lindas ...
    mas tá tudo muito triste por aqui
    tô esperando aquela mudança , sabe né ? rs
    aiai =)

    ResponderExcluir